Raça: AMERICAN BOBTAIL

História da raça

 

Esta raça surgiu a partir de um gato de cauda curta que vivia numa reserva de índios nos Estados Unidos da América, por volta dos anos 60 do século XX. O gato foi adoptado por John e Branda Sanders que decidiram apostar num programa de criação para manter esta característica peculiar. Contudo, devido à elevada consaguinidade dos cruzamentos, os gatos que nasceram apresentavam problemas de saúde. Mais tarde Reaha Evans reavivou o programa de criação e conseguiu desenvolver gatos saudáveis, através da introdução de gatos sem pedigree de outros padrões e cores. 

Origem: Por volta de 1965, um casal de norte-americanos foram em férias no Arizona perto de uma reserva de índios, observaram um gato de aspecto selvagem que possuía uma cauda curta e erguida sobre o dorso. O adotaram, batizando de Yodie. Foi cruzado com Mishi, uma gata Siamesa. Um gato resultante desse acasalamento foi, posteriormente, cruzado com um gato creme, dando origem a essa raça. A principal característica do Bobtail Americano é sua cauda encurtada, resultante de uma mutação provocada por um gene dominante. Originalmente, o seu pelo era curto. Com a introdução de gatos persas e himalaias, a pelagem passou a ser semilonga. A raça foi reconhecida pela T.I.C.A em 1989.

Curiosidade: O nome Bobtail da raça vem do facto de os gatos terem uma cauda “cortada” ou curta.

Aparência geral: A característica que mais diferencia os gatos American Bobtail de outras raças é o facto de terem a cauda curta, que pára antes do joelho. Numa ninhada pode haver gatos sem cauda e outros com caudas diferentes. 
 

© 2016 todos os direitos reservados

GATOBRAS - www.gatobras.com.br

Para executar qualquer serviço na GATOBRAS é necessário que se tenha maior idade. Os valores podem ser verificados no menu PREÇOS ou consulte um CATCLUBE.

CNPJ: 07.744.334/0001-19