burmese-gatobras

BURMESE

• Resumo histórico: Em 1930 um marinheiro trouxe de Myanmar para o oriente uma felina bastante pequena, ossos finos e corpo compacto, idem a de gatos siameses.

 

Foi estabelecido um programa para isolar e reproduzir os traços distintivos da gata de Myanmar, e em 1932, ela foi cruzada com um siamês Seal Point, dando origem a filhotes com cores de siameses e outros com a cor marrom, bem como o início do desenvolvimento da raça Burmese.

Tempos depois, acreditou-se que os genes da cor blue, chocolate ou lilac, vieram da gato de Myanmar, e a coloração vermelha adicionada na Europa. Entretanto o reconhecimento racial da TICA veio em 1979.

PADRÃO

 

• País de origem: Tailândia.

• Outro nome:  Burmês, Birmanese, American Burmese, European Burmese, Supphalak e Thongdaeng.

• Personalidade: dócil e alegre. 

• Peso adulto: fêmea, 4 kg; macho, 4,5 kg (peso aproximado para mais ou menos).

• Cabeça: tamanho médio e forma arredondada.

• musculatura: músculos firmes.

• Tronco: médio.

• Peito: arredondado e amplo.

• Pelagem: curta

• Cor da pelagem: brown, chocolate, blue, lilac, red, brown tortie, cream, blue tortie, chocolate tortie e lilac tortie; as partes inferiores serão mais claras que as costas, mas o sombreamento deve ser gradual. Orelhas e face podem ser ligeiramente mais escuras. ;as partes inferiores serão mais claras que as costas, mas o sombreamento deve ser gradual. Orelhas e face podem ser ligeiramente mais escuras. 

- A aparência de um birmanês deve ser a de um gato de pelagem transparente, no entanto, leves marcas de gato malhado podem ser encontradas no rosto e pequenas marcas indeterminadas em outros lugares, exceto nos lados e na barriga, são permitidas em um gato excelente. 

- Ligeiras marcas de gato malhado na cabeça podem ser vistas em todas as cores, mas são mais aparentes em vermelhos e cremes. 

- Em todas as cores, a pelagem deve sombrear gradualmente até as raízes, sem evidência de efeito de fumaça, tiquetaque ou barra. 

- Reds, Creams e Torties podem mostrar pigmentação sardenta ou marrom nas orelhas, couro do nariz, bordas dos olhos, lábios, almofadas das patas. 

- As descrições de cores individuais são para adultos maduros.

- As almofadas das patas podem ter uma cor mais clara em gatinhos do que em adultos.

​​• Formato dos olhos: deve ser bem separado, grandes e lustrosos; a linha superior dos olhos devem mostrar uma inclinação em direção ao nariz e as linhas inferiores devem ser arredondadas. 

• Cor dos olhos em relação à pelagem: qualquer tom de amarelo de chartreuse a âmbar, sendo o amarelo dourado mais desejado. Nota: A cor dos olhos dos birmaneses é muito sensível às variações de intensidade e cor da luz, avaliando-os à luz do dia e da noite. Ao ser julgados, a cor dos olhos do Burmese deve ser avaliada em condições de luzes idênticas.

• Queixo: firme e arredondado.

• Focinho: arredondado, curto e largo.

• Pescoço: bem desenvolvido e de tamanho curto para médio.

• Pernas: robustas e proporcionais ao corpo.

• Patas: arredondados.

• Cauda: comprimento médio.

OUTRAS INFORMAÇÕES

 em gatos jovens, os pontos de cor de um birmanês serão mais escuros, mas à medida que o gato envelhece a sua pelagem amadurece, a cor do corpo se torna mais profunda e rica até que haja apenas uma pequena diferença entre ela e a cor das pernas, cabeça e cauda.

• TICA: a partir de 1979 a raça Burmese foi aceita para exposições TICA.

Padrão em Inglês/TICA