top of page
  • Por Eduardo Freire - Jornalista e médico veterinário

Mau Egípcio: Entenda a conexão da raça com a Páscoa

O Mau Egípcio é uma raça que possui uma história milenar, podendo ser considerada uma das mais antigas do mundo. Além de sua pelagem única com manchas em forma de M na testa, o Mau Egípcio também é conhecido por sua forte conexão com a Páscoa.

Segundo especialistas, os Maus são originários do Egito e foram altamente valorizados pelos antigos egípcios, que os consideravam animais sagrados. A marca em forma de M na testa é conhecida como a "marca de Deus" e é vista por muitos como um sinal da proteção divina. Segundo a lenda, essa marca foi dada aos gatos durante a fuga dos hebreus do Egito, quando eles emprestaram os gatos para caçar ratos durante a jornada pelo deserto.


Desde então, a marca 'M' tornou-se uma característica distintiva da raça Mau Egípcio, e é vista por muitos como um sinal da proteção divina. Por essa razão, os Maus podem ser associados à Páscoa, época de renovação, renascimento e proteção celestial.


O Mau Egípcio é uma raça de gatos que possui uma personalidade cativante. Eles são extremamente inteligentes e afetuosos, adoram passar tempo com seus donos e bastante ativos. São gatos que gostam de brincar e muito sociáveis, tanto com outros animais quanto com pessoas.


Se você está interessado em adquirir um Mau Egípcio, procure por criadores responsáveis e se informe sobre os cuidados que a raça necessita. Eles são ótimos companheiros para famílias e pessoas solteiras que buscam um animal de estimação leal e amoroso, além de terem uma forte conexão com a Páscoa.



Este texto foi escrito por Eduardo Freire para o site www.gatobras.com.br - É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem a devida citação da fonte.

24 visualizações0 comentário
bottom of page