top of page
  • Por Eduardo Freire - Jornalista e médico veterinário

Genética Felina: Saiba por que algumas raças de gatos são mais raras que outras

Atualizado: 12 de mar.


Os amantes de gatos compreendem que eles são muito mais do que simples animais de estimação - são companheiros leais, repletos de personalidade e charme. Sua presença em nossas vidas torna-se uma fonte de conforto, alegria e conexão emocional. Esses seres fascinantes não apenas nos oferecem companhia, mas também nos ensinam valiosas lições sobre empatia, respeito e gratidão. E não podemos esquecer dos gatos sem raça definida, que também nos enriquecem, demonstrando que a beleza e o amor felinos não dependem de pedigree, mas sim do carinho e da dedicação que compartilhamos com eles.


GATOS EXCLUSIVOS: SINGULARIDADE E RARIDADE


Desde os primórdios da história, os gatos têm desempenhado papéis essenciais nas civilizações humanas. Quando se trata de gatos de raça pura, alguns se destacam pela sua singularidade e raridade. De acordo com o Dr. Eduardo Freire, médico veterinário e vice-presidente da Gatofilia Brasileira (GATOBRAS), a raridade de uma raça pode estar intimamente ligada à sua origem, seja ela antiga ou recente. Esses gatos de raça pura são frequentemente reconhecidos por suas características específicas e padrões genéticos únicos.


A disponibilidade de criadores dedicados desempenha um papel crucial no crescimento e desenvolvimento de uma determinada raça felina. São os criadores que trabalham arduamente para preservar e aprimorar as características distintivas dela. Sem criadores comprometidos, é difícil para uma raça prosperar, pois a falta de cuidados especializados pode resultar em problemas de saúde genética e perda de qualidade.


O RECONHECIMENTO DAS RAÇAS FELINAS PELA GATOBRAS


A GATOBRAS reconhece todas as raças, desde que sejam reconhecidas por alguma entidade gatófila no mundo, embora algumas delas possam ainda não ter recebido o reconhecimento oficial da The International Cat Association (TICA), que é o órgão máximo da gatofilia mundial.


"É importante ressaltar que a Gatofilia Brasileira (GATOBRAS) reconhece todas as raças, desde que elas sejam reconhecidas por alguma entidade gatófila no mundo, assegurando a documentação de pedigrees e a legitimidade de suas linhagens. É válido notar que algumas delas podem ainda não ter recebido o reconhecimento oficial da The International Cat Association (TICA) - que é o órgão máximo da gatofilia mundial. Essa distinção realça a importância da regulamentação e validação das raças de gatos em diferentes associações, proporcionando transparência e credibilidade para criadores e entusiastas", enfatiza o Dr. Eduardo.


Por outro lado, a popularidade de outras raças pode influenciar indiretamente na raridade de algumas, já que o público tende a seguir tendências e preferências do momento. Raças menos conhecidas ou divulgadas podem ser negligenciadas em favor das mais populares, o que diminui a demanda por esses exemplares e dificulta ainda mais o trabalho dos criadores dedicados. No entanto, é importante reconhecer a importância de todas as raças, independentemente de sua popularidade, pois cada uma contribui de maneira única para a diversidade e riqueza do mundo felino.


"Todas as raças possuem suas características únicas, revelando uma riqueza de traços fascinantes que as tornam verdadeiramente especiais. Desde a pelagem exuberante até os olhos expressivos, cada gato possui uma beleza singular que merece ser apreciada. No entanto, é imperativo que o público as conheça e as reconheça, entendendo e valorizando a diversidade e a individualidade que cada felino representa. Ao explorarmos as peculiaridades de cada gato, não apenas enriquecemos nosso próprio entendimento sobre esses animais incríveis, mas também fortalecemos os laços de compreensão e empatia entre humanos e felinos, promovendo um relacionamento mais harmonioso e significativo com nossos amigos de quatro patas", informa o Dr. Eduardo.


RAÇAS BUSCANDO RECONHECIMENTO INTERNACIONAL


Aqui estão algumas das mais fascinantes e excepcionais raças raras de gatos, cujas características únicas e beleza extraordinária estão em processo de reconhecimento pela The International Cat Association (TICA) e outras que aguardam oficialização:


A raça APHRODITE é uma linhagem de gatos originários de Chipre, que são uma versão especial da raça Egeu. Assim como os gatos Egeu, estão sendo feitos esforços para tornar a raça Afrodite única e reconhecida, com diferentes grupos de criadores contribuindo para isso. Até agora, o título de Afrodite foi temporariamente reconhecido pela The International Cat Association (TICA) desde 2017, juntamente com outras organizações mais específicas, como a Cyprus Cats National Breed Association e a Cyprus Feline Society. Confira mais informações sobre o padrão aqui.


A raça ALPINE LINX  é um tipo de gato branco com cauda curta. Ele pode ter orelhas retas ou enroladas. A pelagem dele pode ser curta ou longa, e ele pode ter dedos com tufos. O Alpine Lynx é um gato de tamanho médio, e suas patas traseiras são mais compridas que as dianteiras. Ele surgiu a partir do cruzamento entre um gato Highlander e um gato branco comum. Essa raça é reconhecida pelo Rare and Exotic Feline Registry. Confira mais informações sobre o padrão aqui.


A raça BAMBINO é um tipo especial de gato pequeno que vem de uma mistura entre as raças Munchkin e Sphynx. Ele tem perninhas curtas como o Munchkin e não tem pelos como o Sphynx. Essa mistura é reconhecida pelo Rare and Exotic Feline Registry. Confira mais informações sobre o padrão aqui.



O BRAMBLE é uma raça grande de gato com pelos ásperos e um padrão de manchas em sua pelagem. Ele foi criado cruzando o Bengal com o Peterbald de pelos compridos. Originário dos Estados Unidos, ele é reconhecido pelo Rare and Exotic Feline Registry. Confira mais informações sobre o padrão aqui.



O CLASSICAT é uma raça de gato originária da Nova Zelândia. Ele tem semelhanças com o Ocicat, mas sua pelagem tem um padrão clássico de listras giradas. Ele é reconhecido pela New Zealand Cat Fancy.





O DESERT LINX é uma raça de gato com cauda curta de origem nos Estados Unidos. Este gato tem marcas manchadas ou marmorizadas e se parece com o lince-verdadeiro, e a raça é reconhecida pelo Rare and Exotic Feline Registry. Confira mais informações sobre o padrão aqui.




O DWELF é um tipo de gato anão que resulta do cruzamento entre Sphynx, Munchkin e American Curl, e apresenta as características definidoras de todas essas raças: ausência de pelos, pernas curtas e orelhas enroladas. A raça tem origem nos Estados Unidos e foi reconhecida inicialmente pela extinta Dwarf Cat Association (ou Designer Cat Association). Posteriormente, passou a ser reconhecida pelo Rare and Exotic Feline Registry. Confira mais informações sobre o padrão aqui.


O FOLDEX, também conhecido como Exotic Fold, é uma raça de gato desenvolvida na província canadense de Quebec através do cruzamento entre um Scottish Fold e um Exotic Shorthair. As características físicas do Foldex incluem seu tamanho médio, rosto arredondado, pernas curtas e orelhas dobradas. Foram oficialmente reconhecidos como uma nova raça pela Canadian Cat Association em 2006. Confira mais informações sobre o padrão aqui.


O GENETTA é uma raça de gato anão que é oriunda do cruzamento entre as raças Munchkin e Bengal, às vezes também Ocicat, com o objetivo de produzir um gato malhado, listrado, de corpo longo e pernas curtas, com uma pelagem manchada, listrada ou marmorizada. O nome da raça é uma homenagem e uma tentativa de criar gatos que se assemelhem ao geneta africano, que não é um felino. Esta raça tem origem na América do Norte e é reconhecida pelo Rare and Exotic Feline Registry. Confira mais informações sobre o padrão aqui.



O gato HIGHLAND LYNX é resultado do cruzamento entre Desert Lynx e Jungle Curl para adicionar orelhas curvadas. Recebeu reconhecimento pela TICA como nova raça preliminar em 2008 e nova raça avançada em 2018. Embora seu nome e aparência se assemelhem ao lince, é importante destacar que é uma raça completamente doméstica, sem ancestralidade de lince. Posteriormente, o Rare and Exotic Feline Registry dividiu a raça em Highland Lynx original e um novo Highlander separado, criando conflitos com a definição de raça da TICA.



O gato JUNGLE CURL é uma raça de gato híbrido de origem norte-americana, resultado principalmente do cruzamento entre a espécie de gato selvagem africano (Felis chaus) ou um híbrido doméstico baseado nele, como o Chausie, e outra raça doméstica que possui orelhas enroladas, como o American Curl, Highlander (Highland Lynx) ou Hemmingway Curl, juntamente com várias outras raças híbridas malhadas, incluindo Bengal, Savannah e Serengeti. O Registro de Raças Raras e Exóticas reconhece essa raça. Suas características incluem orelhas enroladas, a presença de polidactilia e pelagem manchada ou castanha, podendo apresentar diferentes comprimentos.



O KINKALOW é uma raça de gato anão originada do cruzamento entre o Munchkin e o American Curl. Esses gatos apresentam pernas curtas e orelhas curvadas. São reconhecidos pelo Rare and Exotic Feline Registry.





O LAMBKIN, também chamado de Nanus Rex, é uma raça de gato anão de pernas curtas, com origem nos Estados Unidos e pelagem densamente encaracolada. Ele é resultado do cruzamento entre o Munchkin e o Selkirk Rex. Reconhecido pelo Rare and Exotic Feline Registry e, anteriormente, pela extinta Designer Cat Association ou Dwarf Cat Association.



O MANDALAY é uma raça de gatos que teve origem em cruzamentos entre gatos domésticos de pelo curto e birmaneses. Posteriormente, abissínios foram introduzidos para incorporar os genes canela e fulvo. Esses gatos têm semelhanças com o Asian Shorthair criado na Europa. É importante notar que não deve haver evidência de apontamento sépia, ou seja, contraste entre pontos e corpo. A raça tem origem na Nova Zelândia e é reconhecida pela New Zealand Cat Fancy.



O MINSKIN é uma raça de gato anão desenvolvida através de cruzamentos entre as raças Munchkin, Burmese, Sphynx e Devon Rex. Caracteriza-se por ter pernas curtas e, geralmente, ser sem pelos ou com pelagem muito curta, além de apresentar coloração pontiaguda nas extremidades. Reconhecido pelo Rare and Exotic Feline Registry e, desde 2018, também reconhecido como uma "nova raça preliminar" pela The International Cat Association (TICA).



O MOJAVE SPOTTED (anteriormente conhecido como Mojave Desert Cat) é um gato polidáctilo com pelagem manchada. Sua origem remonta a cruzamentos entre linhagens de Bengala e gatos naturalmente polidáctilos da região do deserto de Mojave, nos Estados Unidos. Esta raça é oficialmente reconhecida pelo Rare and Exotic Feline Registry.



O OWYHEE BOB é uma raça de gato originária dos Estados Unidos, resultado do cruzamento entre gatos Siameses e Manx. São conhecidos por sua constituição física e coloração distintivas, com um amadurecimento lento semelhante ao Manx. Esses gatos têm um temperamento comparável ao dos cães, podendo ser treinados para realizar alguns comandos. Esta raça é oficialmente reconhecida pelo Rare and Exotic Feline Registry.



O SAFARI é um híbrido de felídeo desenvolvido através do cruzamento do gato-de-Geoffroy (Leopardus geoffroyi), uma espécie selvagem sul-americana, com gatos domésticos.





O TIFFANIE é originário do Reino Unido e é uma variante do Burmilla (normalmente de pelos curtos), que por sua vez é um cruzamento entre o Burmês de variação Chinchila. Nessa raça, o gene recessivo herdado do Persa de variação Chinchila é proeminente.




O VAN CAT é uma raça nativa da região do Lago Van, na Turquia (e não deve ser confundido com a raça padronizada Turkish Van, ou a raça Turkish Angora). Um programa de criação patrocinado pelo estado está em andamento para desenvolver alguns exemplares em uma raça de gato padronizada com características fixas.



Para uma fonte completa e detalhada sobre as diversas raças de gatos, que abrange tanto aquelas reconhecidas internacionalmente pela TICA quanto as que ainda não possuem esse reconhecimento, recomendamos explorar o extenso conteúdo disponível na página https://www.gatobras.com.br/racas-de-gatos. Nesse espaço, você terá acesso a informações abrangentes sobre as características físicas, temperamentos e histórias de origem de cada uma delas, permitindo uma compreensão mais profunda e informada ao escolher o companheiro felino ideal para sua família.


CONSIDERAÇÕES FINAIS


Para os verdadeiros entusiastas dos gatos, explorar esse universo de raridades é uma experiência enriquecedora, onde se descobre a beleza e singularidade de cada uma dessas raças únicas. Afinal, todo gato, seja ele de uma raça rara ou comum, e até os SRD (Sem Raça Definida), merece todo o amor e cuidado que podemos oferecer.


Conviver com esses fascinantes animais de estimação nos permite apreciar e valorizar ainda mais a diversidade e a riqueza do mundo felino. Proporcionamos a eles todo o amor, cuidado e respeito que merecem, reconhecendo a importância de sua presença em nossas vidas. Além disso, diversos estudos têm demonstrado os benefícios para a saúde mental e física dos humanos que compartilham suas vidas com gatos.


A presença de um felino em casa pode reduzir o estresse e a ansiedade, promover uma sensação de calma e relaxamento, e até mesmo diminuir a pressão arterial e os níveis de cortisol. O simples ato de acariciar um gato pode liberar endorfinas, os "hormônios da felicidade", proporcionando uma sensação de bem-estar. Além disso, a responsabilidade de cuidar de um animal de estimação pode trazer uma rotina mais estruturada e um senso de propósito, o que é especialmente benéfico para pessoas que lutam contra a solidão ou a depressão.

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page